Opera Requiem / LABYRINTHUS 31.05

Este slideshow necessita de JavaScript.

 “Talvez, quando não mais soubermos o que fazer, possamos atingir nossa verdadeira obra; Quando não mais soubermos para onde ir, começaremos nossa verdadeira viagem”.

Wendell Berry

‘Ópera Réquiem – Em 4 ATHOS’ é uma obra autoral da pesquisadora vocal, multiinstrumentista, diretora e compositora Andrea Drigo. Trata-se da história de um ser que subitamente desperta do sono da humanidade e, em busca de um novo sentido de existência e libertação, relata sua solitária travessia pelo território da loucura e da morte. Atribui-se o nome “Athos” àquele que nada teme, portanto refere-se à saga do herói arquetípico, que avança convicto na jornada em busca de sua própria ‘Morte’, consciente de que esta é o derradeiro portal para a Iluminação – ou seja, para a verdadeira Vida.

Esta ópera contemporânea foi composta por Andrea Drigo a partir de um sonho que teve aos 17 anos, após o qual se inicia seu questionamento espiritual acerca do sentido de sua vida. Num espaço-tempo indefinido, surge a figura de Ninã: uma personagem feminina/ masculina que se apresenta para anunciar o começo de sua jornada espiritual, propondo-lhe a difícil tarefa de cumprir toda a travessia de sua vida montada em um ‘burrico’.

Confrontada com a impossibilidade de vencer tão longa trajetória em tão precário meio de transporte, Andrea pergunta: “Mas como eu poderei chegar ao meu destino montada num burrico? E ouve de Ninã a frase que nortearia todo o enredo desta obra: “Quanto tempo você tem de vida?”.

O termo réquiem está presente nas liturgias católicas celebradas “in memorian”, caracteriza a Missa sobre o ofício dos mortos. A expressão em latim na qual está inserido (Réquiem a eternum dona est dominus) é utilizada para desejar uma ‘boa jornada’ ou ‘bom descanso’ àquele que alcançou o estágio máximo da vida. No contexto da presente obra, destituindo-se de quaisquer signos e valorações católicos relacionados a este tema, trata-se sobretudo de uma exortação ao sucesso e à paz no caminho daquele que busca o renascimento e a libertação.

 

OS 4 ATOS:

1º ato: A Fé o chamado…………………..Muitos serão os chamados. Poucos os ouvirão.

2º ato: A Loucura – a procura………………A queda não tem paredes.

3º ato: A Morte – a entrega………………..Ninguém pode indicar o caminho. Nem Deus.

4º ato : A Vida – o encontro………………..Só há vida após a morte.

FICHA TÉCNICA

Concepção e Direção geral: ANDREA DRIGO

Intérpretes-criadores: ANDREA DRIGO, NATHALIA LETER, BEATRIZ TOMAS, DAFNE MENEGAZ E ANDREA SMITH

 10409526_625740330850878_8705308647328233546_n

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s